FONTENOTÍCIAS AO MINUTO
Steve Wozniak, co-fundador da [email protected]

Steve Wozniak aponta que os carros com este tipo de condução não estão preparados para conduzir em situações anormais.

A julgar pelos vários projectos de fabricantes e tecnológicas, a condução autónoma é o futuro da indústria automóvel, com muitos a acreditarem que ajudará a tornar as estradas mais seguras. Não é essa a opinião do co-fundador da Apple, Steve Wozniak, que, conta o Mirror, apontou não acreditar no futuro desta tecnologia e, num discurso no evento Connecting Tomorrow de Barcelona, até explicou porquê.

“[Os carros autónomos] têm de conduzir em estradas humanas. Se tivessem carris de comboios, não haveria problema nenhum”, apontou Wozniak, apontando a incapacidade destes carros reagirem a situações imprevisíveis. “Os carros de Inteligência Artificial são treinados para reparar em tudo o que é normal nas estradas, não em coisas anormais. Não serão capazes de ler sinais escritos e saberem o que significam. Eu já desisti”, afirmou o co-fundador da Apple.

De notar que, apesar de nunca o ter confirmado, a ‘Empresa da Maçã’ se encontra a trabalhar em tecnologia de condução autónoma, tendo no decorrer do processo de desenvolvimento abandonado o projecto de desenvolver o carro propriamente dito.

Facebook Comments