FONTEANGOP
Angola aproveita experiência da Holanda na criação de startups @DR

Angola pode aproveitar a experiência da Holanda na criação de startups, incluindo as agro-alimentares, de laboratórios de inovação, bem como sobre aspectos atinentes ao empreendedorismo.

Uma startup geralmente é uma empresa recém-criada de base tecnológica ainda em fase de desenvolvimento e pesquisa de mercados.

De acordo com uma nota do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), esta pretensão foi manifestada durante uma missão realizada por uma delegação angolana, chefiada pela ministra Maria do Rosário Bragança Sambo, àquele país entre os dias 23 e 26 de Setembro.

A missão angolana esteve em Haia com o intuito de aferir a organização e funcionamento do ecossistema de inovação e empreendedorismo daquele país, visando a sua adaptação para o ensino superior em Angola e a implementação de forma mais eficiente dos programas e acções do Plano de Desenvolvimento Nacional “PDN 2018/2022”.

Na sessão de trabalhos na Agência de Empreendedorismo, em Haia, a delegação angolana fez uma apresentação que serviu, essencialmente, para elucidar as autoridades holandesas sobre as políticas e instrumentos para a inovação e empreendedorismo em Angola.

Os trabalhos incluíram visitas à incubadora “YES!Delft”, a segunda melhor do mundo, que faz parte da Universidade Tecnológica da cidade de Delft; a Universidade de Tecnologia de Eindhoven, o Centro de Empreendedorismo da Summa College (Escola secundária), a Universidade de Wageningen, que tem um projecto de capacitação de recursos humanos e laboratorial com a Universidade José Eduardo dos Santos, e o Centro de Empreendedorismo da Universidade de Utrecht.

A delegação participou de um workshop na incubadora “Ultrecht INC” do parque de ciência “Ultrecht Science Park,” onde se efectuou o balanço da missão, tendo sido identificados aspectos-chave para uma agenda de cooperação bilateral.

Facebook Comments