O Momento exige gestão de rigor e profissionalismo

@vivaportal (Dr. Yuri Kléber Pinto –Chefe Dpto. Adm/Fin da Associação dos Gestores e Administradores de Angola – AGAA.)

Os constantes incumprimentos das metas e objectivos traçados pelos “então” Gestores e Administradores sejam estes privados ou públicos aquando das apresentações dos seus projectos tornaram-se tão comum em Angola que hoje em dia por cá é “quase moda” falar no alheio, prometer ilusões e objetivar irrealidades.

A prática de bem Gerir e Administrar se resume numa única palavra- RESULTADOS; Estes mesmos resultados são somente alcançados se o Gestor ou Administrador tiver METAS; por sua vez, as metas só são alcançadas se o Gestor ou Administrador observar e aplicar os quatro pilares essenciais e fundamentais da Gestão – Planeamento, Organização, Direcção e Controlo; Caso contrário estará somente a falar de uma Gestão ou Administração utópica.

A triste e falsa ideologia de se achar que qualquer um pode gerir qualquer coisa mesmo não estando habilitado para o exercer, propiciou espaço para que pessoas desaprendidas, curiosas e inexperientes encabeçassem algo de tamanha sensibilidade e responsabilidade como é a Gestão e Administração. Nada mais Incorreto. É tão fatal entregar um doente a um “então” médico como é de igual perigo entregar uma Instituição a um “então” Gestor ou Administrador.

A necessidade de maior eficiência e produtividade das organizações, para fazer face à intensa concorrência e competição no mercado, obrigou com que grandes pensadores como Frederick W. Taylor, Henri Fayol, Elton George Mayo, John Dewey, Kurt Lewin, Max Weber, desenvolvessem estudos científicos aprofundados a Gestão e Administração comprovando-as como ciência.

Isso implicou directamente a necessidade de profissionais com treinamento específico para executar diferentes funções internas das Organizações. Diante dessa situação, as grandes Organizações passaram a exigir a profissionalização de seus quadros, tendo em vista o tamanho e complexidade das estruturas que veio a constituir um espaço potencial para a utilização dos quadros formados em Gestão e Administração que passaram pelo sistema escolar.

À semelhança de outras profissões como a medicina, a engenharia, e o direito, a Gestão e Administração necessita de uma base científica e de competências técnicas que requerem formação específica. A única diferença entre a profissão de gestor e outras, deve-se a que a sua actividade ainda não é regulada, embora já existam padrões éticos definidos.

O mundo evoluiu, e em res­posta as consequências provocadas pela revolução in­dustrial que implicaram no crescimento acelerado e desorganizado das Organizações, surgiu a Administração moderna que passou a exigir uma Gestão científica ca­paz de substituir o empirismo e a improvisação.

Nos países saxónicos é quase que impossível ocupar um cargo de Gestão ou Administração sem que o individuo esteja formado na área de especialidade. A India, Singapura são exemplos de países que também se engajaram neste diapasão por acreditar no valor da boa Gestão e Administração como pilares fundamentais para o Desenvolvimento Socioeconómico naqueles países, e os resultados são satisfatórios.

O Brasil é o primeiro pais de língua oficial portuguesa a apostar na Administração como profissão, talvez isso explique o porquê de ser o país mais bem sucedido economicamente da Lusofonia.

É clarividente que o actual momento exige que Angola se alinhe as boas e modernas praticas de Gestão e Administração modernas e caminhe para o reconhecimento da profissão, e da regulação da actuação do profissional de Gestão e Administração, pois que, cada vez mais os Gestores e Administradores e as suas decisões são escrutinados e, muitas vezes, julgados e condenados.

A necessidade de institucionalização urgente da profissão de Gestão e Administração em Angola, obriga com que todos os profissionais da área se unam, como forma de preservar o mercado de trabalho para os  que já atuam na Administração pública e privada, aqueles que se estão a formar nas respectivas áreas, bem como defender a sociedade de pessoas inabilitadas e na maioria despreparadas nos cargos de Gestão e Administração sejam estes cargos altos, intermédios ou auxiliares.

Inicia-se, assim, um novo tempo de desenvolvimento e aperfeiçoamento da  Gestão e Administração, como ciência e como profissão. A tecnologia moderna aliada aos cientistas, pesquisadores e professores, com seus mecanismos, estudos e trabalhos vêm provando que Administrar é necessário, proveitoso e imprescindível em qualquer segmento, contexto ou situação na vida das pessoas, das empresas e das entidades.

Portanto, Convenhamos… Gestão é uma Profissão !!!

Facebook Comments