FONTEAngop
@DR

Esta efeméride foi instituída a 10 de Agosto de 2018 depois da aprovação, pelo Parlamento Angolano, da Proposta de Lei de Alteração à Lei dos Feriados Nacionais, Locais e Datas de Celebração Nacional.

Enquadrada nas datas de celebração nacional, o Dia da Expansão da Luta de Libertação Nacional serve para lembrar o ataque perpetrado por angolanos afectos ao embrião da União dos Povos de Angola (UPA) no Norte de Angola.

Naquela acção, iniciada no dia 15 de Março de 1961, foi desencadeada uma vaga de ataques no Norte de Angola que visou esquadras policiais, postos administrativos e fazendas de colonos portugueses, onde trabalhavam em péssimas condições angolanos.

Da acção resultou a morte de centenas de colonos nas regiões dos Dembos, Nambuangongo, Cuanza Norte e na fronteira com a actual República Democrática do Congo.

A natureza violenta evidenciada nestes actos deu azo a que o presidente do Conselho de Ministros do governo do Estado Novo (Portugal), António de Oliveira Salazar, ordenasse uma repressão sobre qualquer movimento nacionalista e as populações indefesas angolanas, enviando destacamentos militares para o território ocupado pela UPA, que teve como bastião a região de Nambuangongo.

Em consequência, ficou célebre a frase pronunciada por Salazar naquela ocasião: “Para Angola todos e em força”.

A acção que tirou a vida a 800 portugueses e  angolanos determinou o envio em massa de militares para Angola.

No mesmo dia dos ataques, António de Oliveira Salazar ordenou a partida de quatro companhias de caçadores para reforço da guarnição de Angola.

Facebook Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here