FONTENovo Jornal
Proibição da venda de peixe nas praias da ilha de Luanda deixa centenas de jovens no [email protected]

Depois do interior do país, a Operação Transparência virou as suas baterias para a orla marítima desde o pretérito mês de Março. Os primeiros sinais vêm do sector pesqueiro, que se ressente da fraca captura de pescado e da subida de preços dos produtos do mar.

Fernandes Domingos é natural da Gabela, província do Kwanza-Sul. Homem do mar, Fernandes dedica-se à pesca à vara, capturando atum na costa litoral de Luanda há cerca de 10 anos. A Operação Transparência, segundo contou ao Novo Jornal, bloqueou-lhe quase por completo a actividade pesqueira, o que levou à redução dos níveis de captura de pescado e teve como consequência a escassez de peixe nos mercados.

Fernandes contou que a «mega operação » policial terá surpreendido a maior parte dos armadores e pescadores, porque muitos deles não dispõem de licenças de pesca nem cédulas marítimas que os autorizem a exercer a actividade, ao passo que os outros as têm maioritariamente caducadas.

Facebook Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here